Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Curitiba
Início notícias Dia do Samba será celebrado no IFPR Campus Curitiba

Dia do Samba será celebrado no IFPR Campus Curitiba

Publicado em

Ação de ensino e extensão reúne curso de pós-graduação em Educação Musical e Neabi Campus Curitiba para celebrar Dia Nacional do Samba, comemorado em 02 de dezembro. Evento é aberto para toda a comunidade.

No dia 02 de dezembro, às 15h, o IFPR Campus Curitiba celebra o Dia Nacional do Samba com um encontro musical e de diálogo sobre um dos ritmos que mais representa o Brasil. O evento será online e reúne convidados que vivem o samba em Curitiba.

A ação é conjunta do curso de pós-graduação em Educação Musical para a Educação Básica e do Neabi Campus Curitiba. A ideia da parceria é ampliar o conhecimento sobre a história e as identidades da cultura negra trazendo uma forte perspectiva artística e cultural e o combate ao racismo estrutural. “Ainda permanece uma ideia falsa de que Curitiba não tem uma população negra, ou que não há samba aqui. Isso é grave e implica na invisibilidade da cultura negra na construção da nossa história”, comenta Patrícia Meyer, que coordena o Neabi. A professora Adriana Gagno, coordenadora do curso de especialização em Educação Musical, destaca que “Apreciar música e valorizar produções culturais afro-brasileiras, contribuindo para o fortalecimento de identidades étnico-raciais positivas, também se aprende na escola. Buscamos, com esse evento, contribuir para a formação de futuros professores da Educação Básica, bem como fomentar o aprimoramento histórico e cultural dos demais interessados da comunidade interna e externa ao IFPR”.

Professores e estudantes do curso de Pedagogia também estarão participando da ação, que é aberta ao público. Para receber o link do evento, basta preencher a inscrição: https://forms.gle/1vhsZpRcoS6yUNGa6.

O samba é uma das principais manifestações artístico-culturais com raízes africanas surgida no Brasil, sendo considerado um dos ritmos nacionais de maior destaque. Existem diferentes variações de samba, por isso esse encontro musical também é uma oportunidade de formação. Estarão dialogando sobre o tema:

Téo Souto Maior – jornalista, editor do livro “Colorado – a primeira Escola de Samba de Curitiba”, de João Carlos de Freitas (2009) e “Primeiras Lições de Samba e outras mais” (2018), de José Ramos Tinhorão. É fundador do coletivo Samba do Sindicatis e faz parte do Instituto Glória ao Samba.

Jeferson Costa – mestrando em Filosofia, pesquisador de Samba, integrante do coletivo Samba do Sindicatis e do grupo Deixa Falar.

Caroline Blum  treinel da Associação de Capoeira Angola Dobrada (ACAD), antropóloga e professora de sociologia na rede estadual. Trabalha com a cultura e história popular afro-brasileira em Curitiba desde 2010. Foi coordenadora do Samba da Tradição, homenagem à velha guarda do samba e do carnaval de Curitiba. Junto ao Museu Paranaense fez parte da primeira exposição sobre samba e carnaval da história da instituição sobre Mestre Maé da Cuíca, fundador da primeira escola de samba da capital.

Amanda Gonçalves – assistente de produção do Samba da Murixaba, de 2005 a 2015. Ministra oficinas de samba de roda, desde 2018. Também atua no o grupo de Maracatu Baque Mulher e Grupo Sankofa-Afro-Tradições e é assistente de pesquisa no projeto Kosi Omi, Kosi Orisà: Usos religiosos das águas pelos povos de terreiro. É coordenadora do projeto Tabuleiro, ação de cozinha social iniciado no período da pandemia, voltado à formação de mães negras e periféricas, realizado no Ilê Asè Alaketú Oyá Segun.

Evento: O Samba em Curitiba

Dia 02 de dezembro, das 15h às 16h30

Inscrições: https://forms.gle/1vhsZpRcoS6yUNGa6

Texto: Patrícia Meyer

 

Galeria de Fotos

Leia mais

Topo