Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Curitiba
Início notícias Alunos do curso Técnico de Produção em Áudio e Vídeo do Campus Curitiba produzem filme remotamente

Alunos do curso Técnico de Produção em Áudio e Vídeo do Campus Curitiba produzem filme remotamente

Publicado em

Nos últimos meses, o setor audiovisual, assim como muitos outros setores afetados pela pandemia, foi desafiado a encontrar meios alternativos para dar continuidade as suas atividades. Diante de uma série de restrições impostas pelo isolamento social, como a impossibilidade de reunir pessoas em sets de filmagem, profissionais da área recorrem mais do que nunca à internet como ferramenta de trabalho.

Pensando nessa nova dinâmica de produção, alunos do segundo semestre do Curso Técnico em Áudio e Vídeo do Campus Curitiba, estão produzindo um filme de forma totalmente remota, sem nenhuma interação física. O filme chamado C-racker, tem duração prevista de aproximadamente 3 minutos e faz uso da estética Noir para contar a história de uma jovem hacker envolvida em um importante caso de espionagem de dados.

De acordo com a professora, Dr. Cynthia Letícia Schneider, responsável por coordenar a atividade, esse é um exercício multidisciplinar que além de mobilizar duas disciplinas ministradas por ela, Audiovisuais Ficcionais e Direção de Fotografia, também integra as disciplinas de Laboratório de Áudio Digital e Práticas de Edição de Imagens, ministradas pelos professores Me. Luís Bourscheidt e Me. Fabiana Moro Van Abbema, respectivamente.

Também estão envolvidos no projeto o técnico do Laboratório de Áudio e Vídeo Me. Cássio Dal’ Ponte, o fotógrafo José Irineu Stevam Neto e o cineasta Thiago Cardoso.
A equipe é formada por 11 alunos que além de ocuparem cargos de produção, são responsáveis por atuar e gravar as cenas, sempre acompanhados virtualmente pelos demais colegas por meio de videochamadas.

Questionados sobre as principais dificuldades encontradas na etapa de produção, os alunos destacam que além da falta de estrutura adequada e do acumulo de funções, o uso de dispositivos de mensagens instantâneas é um aspecto que requer atenção, pois por ser o único canal de comunicação, é extremamente importante que os diálogos sejam feitos de forma clara e precisa para evitar interpretações equivocadas que prejudiquem o andamento do trabalho.

Atualmente, com todas as cenas já captadas, o filme se encaminha para a etapa de pós-produção. “Com tudo gravado, agora o trabalho está com a equipe de montagem que irá fazer a edição das imagens e com o pessoal do áudio que irá trabalhar no som do filme”, afirma Eric Clayton Leite Marloch, diretor do C-racker.

Enquanto o filme não sai, você pode conferir um pouco do que rolou nos bastidores até o momento por meio do making of produzido pela aluna Júlia Dassi, acesse  AQUI.

Texto: Cássio Dal’ Ponte

 

 

Leia mais

Topo