Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Curitiba
Início notícias Principal Estudantes do Campus Curitiba estão classificados para a segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências

Estudantes do Campus Curitiba estão classificados para a segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências

Publicado em

Dezessete estudantes do Campus Curitiba foram classificados para a segunda fase da Olimpíada Nacional de Ciências (ONC). A segunda fase da ONC ocorrerá em 12 de setembro de 2020.

A primeira fase ocorreu nos dias 06 e 07 de agosto de 2020 e contou com a participação de mais de 2 milhões de estudantes. A ONC é destinada a estudantes do Ensino Fundamental (do 8º ou 9º ano ) e do Ensino Médio  (1ª, 2ª ou 3ª séries ) do Ensino Técnico  (4ª série) e da Educação de Jovens e Adultos. As provas da ONC abordam temas de Biologia, Física, Química, Astronomia e História. O nível das provas é adequado a série do estudante.

O professor de Física do Campus Curitiba, Ezequiel Burkarter, explicou que devido a pandemia de COVID-19 a participação do Campus Curitiba ficou um pouco prejudicada e, por essa razão, tivemos 21 estudantes inscritos em 2020.

Para o professor  Burkarter, “as olimpíadas de ciências são importantes no processo de popularização da ciência, na mobilização de estudantes para o estudo da ciência e podem ajudar a aumentar o interesse por esta área, despertando inclusive talentos para estudos mais avançados. Em universidades e instituições de pesquisa, há muitos relatos de pesquisadores que se engajaram na carreira científica a partir da participação de olimpíadas do conhecimento como a ONC. Considerando as características que norteiam a atuação do IFPR, é importante que nossa instituição ofereça essas oportunidades aos nossos estudantes“.

A Olimpíada Nacional de Ciências é uma ação do MCTIC através da Coordenação Geral de Popularização da Ciência, organizada pela Universidade Federal do Piauí – UFPI, tendo o apoio da Sociedade Brasileira de Física (SBF), da Associação Brasileira de Química (ABQ), do INSTITUTO BUTANTAN, da SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA (SAB) e da Universidade de Campinas (UNICAMP).

 

Topo