Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Curitiba
Início notícias Principal IFPR cria Grupo de Trabalho para discutir atividades mediadoras de ensino durante a suspensão do calendário acadêmico

IFPR cria Grupo de Trabalho para discutir atividades mediadoras de ensino durante a suspensão do calendário acadêmico

Publicado em

No dia 18 de março de 2020, foi criado um Grupo de Trabalho, constituído pela Portaria nº 303, com o objetivo de propor atividades pedagógicas que utilizem meios e tecnologias de informação e comunicação. Para o início das atividades, foi sugerida uma ação coletiva para levantar informações importantes da situação real de conectividade da comunidade acadêmica do IFPR.

As ações do GT buscam atender, em caráter consultivo, futuras aplicações de complemento ao ensino, diminuindo os anseios dos discentes e docentes devidos à dilatação da suspensão das aulas e atividades científicas. “Devido às restrições impostas pela prevenção ao COVID-19, o calendário acadêmico está suspenso, podendo se manter desta forma por mais tempo”, comenta Nelson de Castro Neto, integrante do Grupo de Trabalho.

“Neste sentido, o levantamento é importante para atender questões de interesse dos estudantes neste momento tão importante que passamos. Sabe-se que o ensino presencial é imprescindível e que alguns alunos não terão condições de conectividade. Desta forma, os trabalhos do GT estão sendo realizados de maneira prudente e respeitosa em todos os âmbitos da instituição”, salienta Neto.

Para este momento, o Grupo de Trabalho sugeriu aos campi uma pesquisa, a ser respondida até o dia 25 de março, às 12h, sobre o nível de inclusão digital dos alunos e professores do Instituto.

“Após esse período, haverá melhores condições de analisar as ações que poderão ser desenvolvidas no IFPR e que minimizem os danos e a ausência de atividades para os discentes. No momento atual, a interação com os alunos é primordial para ampliar as nossas relações, dar continuidade às atividades complementares e ainda fornecer acolhimento em períodos difíceis”, finaliza Nelson.

Fonte: Reitoria IFPR

Leia mais

Topo